9 de jun de 2011

Imitação de Cristo - série I

Hoje gostaria de compartilhar com vcs algo em que tenho refletido nestes dias. Realmente espero que edifique a todos.

João 8:12 - "Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida."

Podemos ver que Cristo nos exorta a imitá-Lo; imitar sua vida, seus costumes...devemos verdadeiramente prosseguir neste alvo ser quisermos ser luz e também livres de toda cegueira do coração.
A doutrina de Cristo sobreleva toda doutrina humana, e quem tiver o Espírito encontrará o maná que nela está escondido. Muitos ao ouvir o Evangelho sente pouco fervor, porém, se quisermos entender e saborear toda a plenitude das palavras de Cristo devemos nos esforçar por moldarmos Nele toda a nossa vida. Palavras sublimes não fazem o homem santo e justo; é a vida pura que o torna querido de Deus.
De que nos adianta saber toda a Bíblia de cor e todas as máximas dos filósofos, que proveito teríamos em tudo isto sem o amor e a graça de Deus? A Suprema sabedoria consiste em tender para o Reino do céu pelo desprezo do mundo.
Amontoar riquezas e nelas por nossa confiança - Vaidade.
Seguir os petites da carne e desejar o que mais tarde será gravemente punido - Vaidade.
Preocupar-se só com a vida presente - Vaidade.
Amar o que tão vertiginosamente passa e não valorizar a alegria que sempre dura em Cristo - Vaidade.
Anbicionar honras e guindar-se em altas posições - Vaidade.

Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade.
Que proveito tem o homem, de todo o seu trabalho, que faz debaixo do sol?
Uma geração vai, e outra geração vem; mas a terra para sempre permanece.
Nasce o sol, e o sol se põe, e apressa-se e volta ao seu lugar de onde nasceu.
O vento vai para o sul, e faz o seu giro para o norte; continuamente vai girando o vento, e volta fazendo os seus circuitos.
Todos os rios vão para o mar, e contudo o mar não se enche; ao lugar para onde os rios vão, para ali tornam eles a correr.
Todas as coisas são trabalhosas; o homem não o pode exprimir; os olhos não se fartam de ver, nem os ouvidos se enchem de ouvir.
( Eclesiastes 1.2-8)

Apliquemo-nos a desapegar nosso coração do amor às coisas visiveis para transportá-lo às invisiveis, porque os que se deixam levar pela própria sensualidade mancham a consciencia e perdem a graça de Deus.

4 comentários:

  1. muito lindo mesmo! amei! Ta certíssima, parabens moça continue assim essa benção! bjo e abraço c muita saudades!

    ResponderExcluir
  2. Verdade,essa talvez seja a maior dificuldade do Homem! Ser Espiritual, negar nossa própria natureza e nosso DNA humano, e renascermos verdadeiramente em Cristo, tomando posse de nosso novo DNA, sem hereditariedade espiritual maligna, totalmente puro e santificado, e finalmente seguirmos os passos de Cristo, Cristo andava segundo à vontade do Pai, ele não ia onde o Pai não o mandava, ele não lutava em batalhas q o Pai não o mandava travar, por isso Ele (Jesus) foi vitorioso, precisamos aprender a depender inteiramente e totalmente da vontade do Pai, olhar para o Pai, pois só assim conseguiremos andar em vitórias!!

    ResponderExcluir
  3. Muito de Deus essas palavras. Obrigada Lorraine... Inspirou-me.

    Cristo nos ajude a ser como Ele (de verdade). "Creio que o religioso é o único vaso que não se quebra na mãos do oleiro".

    Às vezes deixo de acreditar em mim, qdo me encontro olhando para as coisas que são de baixo (terrenas), diante de tanta beleza celestial que já foram expostas diante dos meus olhos. Mas Ele não desiste de mim...Então sejamos firmes e constantes néhh...

    Anseio conseguir reagir como Cristo reagiria ante todos episodios do cotidiano. (carentedagracadivina)

    Que Deus te dê a série 2 logo, rsrsrs...

    Bjssss...

    ResponderExcluir
  4. É isso mesmo Lorraine, tudo nesta terra é vaidade, só as coisas eternas tem valor permanente. É o nosso amor a Deus e aos irmãos o que dá sentido às nossas vidas. Beijinhos...
    Marilourdes

    ResponderExcluir