29 de jun de 2009

A insatisfação leva a morte


A morte de Michael Jackson foi algo que chocou todo o mundo. Um homem jovem, talentoso, famoso, que tinha tudo aos olhos humanos para ser o cara mais feliz desta terra e viver por longos anos.
Assistindo a um programa de televisão, onde foi relatado todo o seu histórico de vida, Deus me levou a refletir sobre o que é a não aceitação e quais são as conseqüências que ela acarreta na vida de uma pessoa. Ao final do programa, esta foi a minha conclusão: A insatisfação leva a morte.
Meu objetivo aqui não é escrever nem discernir a respeito da vida e morte de Michael, mas apenas trazer para a nossa realidade (“pessoas comuns”), que as circunstâncias que o cercaram também cercam a muitos de nós.

Quantos somos insatisfeitos?... é o nariz que está precisando de um novo formato; o cabelo que de cacheado tem que passar a ser liso; o dinheiro que está curto; uma lipo aqui...uma lipo ali; até chegar ao absurdo de mudar a cor da pele.
A palavra de Deus diz: “Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua vida?” (Mc. 8: 36)
E esta é uma pergunta que está ecoando em meu ser. O que adianta correr atrás de fama, dinheiro, transformações estéticas, tentando preencher nossa insatisfação pessoal se o que realmente precisa ser transformado é o nosso interior?
Quero deixar claro que não sou contra a cirurgia plástica, dinheiro... Pelo contrário, acho sim que devemos nos cuidar e se uma plástica, por exemplo, irá contribuir para o nosso bem, amém! Mas a questão é: Qual a nossa motivação para tais atitudes?
O que Deus ministrou em meu coração é que nada disso adiantará enquanto o meu ser não for curado. E somente Ele tem a cura. Nada, Absolutamente NADA poderá me saciar, enquanto eu não buscar a Fonte certa - JESUS.
Não podemos esperar que o mundo nos aceite, mas devemos crer que Deus o nosso Pai, nosso CRIADOR, já nos aceitou.Nossa motivação não pode depender do que as pessoas pensam ao nosso respeito, mesmo que estas pessoas sejam nossos amigos, familiares e até mesmo nossos pais terrestres.

“Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti.” ( Isaías 49:15)

Agradar ao padrão humano é uma fonte insaciável e incerta, agradar a DEUS é uma fonte segura, pois Ele é o nosso criador e o Seu amor por nós NUNCA acabará. Para Ele, somos lindos, talentosos. Ele acredita em nós! Mesmo quando falhamos, Ele continua acreditando. Deus é o nosso maior incentivador!!! Aleluia!!!
A nossa identidade foi formada e programada em nossas mentes através das ordens naturais deste mundo. É por isso que Paulo diz em Rm. 12:2 – “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”
Precisamos ter mentes renovadas, e a renovação das nossas mentes não acontece naturalmente; não existe uma tecla “delete” automática que apaga a programação passada. Temos que conhecer a Palavra de DEUS de forma consciente para que possamos entender quem nós somos na perspectiva de Deus.

E quem nós somos?
“Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele. Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos. E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.” (I Jo.3:1-3)

Não é o que fazemos que determina quem somos. É o que somos que determina o que fazemos.
“O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.” ( Filipenses 4:19)
Temos a tendência de pensar que são somente as nossas necessidades físicas que Jesus irá suprir, mas as necessidades críticas são as do “ser”, e estas são as mais maravilhosamente supridas em Cristo.
O mundo secular já identificou essas necessidades, mas é incapacitado para supri-las.
Em Cristo nossas emoções, rejeições, traumas, identidade são restauradas. Busquemos esta restauração e a promessa da vida em abundância que O Pai nos deixou, antes que a morte chegue a nossa porta. Saiamos do conformismo de uma vida mais ou menos para a plenitute da vida de Cristo em nós.

Cristo trás a nossa liberdade!!
ALELUIA!!!!

2 comentários:

  1. Muito interessante. Que Deus possa te abençoar mais e mais e continuar te dando estas palavras tão maravilhosas.

    ResponderExcluir
  2. Olá querida irmã em Cristo Lorraine,
    Linda sua mensagem de fé.
    Também concordo com suas ponderações e acho verdadeiramente que A Palavra de Deus é poderosa para nos transformar... Mais do que qualquer plástica, lipo, terapia ou qualquer outra intervenção humana. Ela é viva e eficaz, é eterna e atual; certeira para as nossas vidas!
    Traz o consolo, a cura, o refrigério, a provisão, a fé!
    Louvado seja o nosso Senhor JESUS Cristo!
    Para todo o sempre!
    Aleluia!!!!!!!1

    ResponderExcluir